Política de Cookies TICNOLOGIA - Directiva Europeia - EU e-Privacy Directive

Este website utiliza cookies na gestão de autenticações, navegação e outras funcionalidades que lhe disponibilizam uma melhor experiêcncia de utilização. Ao utilizar o nosso website, você aceita que nós coloquemos este tipo de cookies no seu dispositivo.

Visualizar toda a documentação sobre o e-Privacy Directive

Home Notícias itBase cria solução de contabilidade na nuvem a partir do centro de dados da Flesk


datacenter-fleskCom uma forte presença no mercado do software de contabilidade e gestão, a itBase acaba de lançar o WinMax4, a última versão do seu programa de faturação, certificado pela Autoridade Tributária.

O programa, disponível em versões stand-alone ou hosted, conta com o suporte do centro de dados da Flesk Telecom para oferecer aos clientes uma solução económica, fiável, segura e sem necessidade de investimento em hardware.

 

Carlos Miguel Soares, General Manager da itBase, explica que o WinMax foi evoluindo e declinado em inúmeras versões ao longo dos anos. “Tínhamos 12 produtos WinMax no total que, apesar de parecerem uma plataforma comum do ponto de vista do utilizador, não o eram do ponto de vista do código, o que nos colocava vários desafios em termos do desenvolvimento, evolução e manutenção do produto”.

“Precisávamos de ter uma solução que fosse facilmente gerível, quer para nós – em termos do desenvolvimento do produto – quer também para os nossos clientes, ao nível do processo de licenciamento”, diz Carlos Miguel Soares. A empresa decidiu por isso que a nova versão do seu produto mais visível seria apenas vendido sob a forma de Software+Serviços (S+S) e de Software como um Serviço (SaaS). No primeiro caso, o produto é hosted nas instalações do cliente; no segundo caso, será hosted num datacenter.

Uma vez que a itBase é, desde longa data, cliente da Flesk Telecom, a escolha do novo datacenter da Flesk no Algarve surgiu como a opção natural para a oferta da solução WinMax4 em versão SaaS.

datacenter-flesk-132343


Ao comparar ambas as versões, Carlos Miguel Soares não tem dúvidas em afirmar que “a segurança da informação é muito maior no datacenter da Flesk do que em casa do cliente”. A diferença é que “há a segurança da informação e há a perceção da segurança – muitos clientes pensam que os seus dados estão mais seguros se estiverem alojados num servidor próprio, mas isso simplesmente não é verdade”.

O responsável da itBase salienta as diversas vantagens em apostar numa solução alojada num centro de dados seguro, como é o caso do datacenter da Flesk Telecom. “Em ‘casa’, não estou mais seguro do que num datacenter – estou muito menos seguro! Os clientes que optam pelo hosting local não têm nunca uma infraestrutura comparável ao que o datacenter da Flesk oferece: não têm SLA [Service Level Agreement], não têm seguranças distribuídas, não têm gestão permanente, não têm upgrades automáticos, não têm backups...”

Carlos Miguel Soares salienta ainda outros argumentos a favor de alojar a informação em Portugal. Um exemplo especialmente importante no caso de uma aplicação de gestão e contabilidade como é o WinMax4, é que “os dados fiscais têm, por lei, de estar alojados em território nacional; só podem estar alojados fora do território nacional com autorização da Autoridade Tributária, algo que não é necessário no caso do nosso programa, uma vez que o datacenter da Flesk está em Portugal, sujeito apenas à legislação nacional”.

“O que temos com a Flesk é um verdadeiro parceiro. Esta é a principal razão da nossa escolha”, reconhece Carlos Miguel Soares. “Claro que têm de ter a capacidade técnica e a infraestrutura certa, mas isso é um dado que está assegurado à partida. O que diferencia verdadeiramente esta opção é capacidade de falar com a Flesk e, se for preciso, trabalhar com eles diretamente. E essa confiança é algo que se reflete na excelência do nosso produto e, no limite, no serviço que prestamos aos nossos mais de 6.000 utilizadores”.

 

Online

Temos 62 visitantes em linha